domingo, 12 de agosto de 2012

O Princípio da Grande Similaridade

buscado no Koyaanisqatsi 

 
"O principal instrumento de governo é O Bom Exemplo; por isso O Político deve ser uma eminência de comportamento exemplar, mediante o qual -por prestigiosa imitação- a conduta correta se derramará sobre o povo. O Político há de reduzir o luxo da côrte e procurar uma ampla distribuição da riqueza, pois a concentração de riqueza é uma forma de dividir o povo e compartilhá-la com o povo é um modo de mantê-lo unido. O Político há de diminuir as punições e aumentar o grau de instrução do povo, pois havendo instrução não haverá distinção de classes.
É DA POBREZA E DA IGNORÂNCIA QUE PROVÉM O CRIME E A DESORDEM.
PUNIR PESSOAS POR CRIMES COMETIDOS COMO RESULTADO DA FALTA DE OPORTUNIDADES É UMA ARMADILHA PUSILÂNIME PREPARADA PARA O POVO.
O Político é responsável pelo bem-estar de seu povo. Boas maneiras, também, devem ser sua preocupação pois quando as boas maneiras decaem a nação decai com elas. O Político virtuoso é visto e o povo o reverencia. Quando fala o povo nele acredita. Ele age e o povo se satisfaz com ele. O Político promove a riqueza desprezando o desperdício e não deseja mantê-la como gratificação a si-próprio. Desse modo ladrões, gatunos e traidores não existirão e portas e janelas permanecem abertas e não serão fechadas.
 
Este é o Princípio da Grande Similaridade."
 
Confúcio 
551- 478 a.C

2 comentários:

ricardo alves disse...

tanto este post como o anterior são preciosidades imprescindíveis!
admiro o estilo deste blog e sua filosofia...e vc é um excelente editor!

jader resende disse...

Obrigado Ricardo.
Este texto parece que foi feito ontem.
Obrigado pelo "editor" Ricardo, estive zoiando teu blog

LUZNOPAPEL
http://iamfotonico.blogspot.com.br

bastante profundo e merecedor de nossa atenção.
Um grande abraço