quinta-feira, 6 de maio de 2010

Olhar feminino sobre o Brasil

É preciso um olhar feminino sobre o Brasil, afirma Dilma
A pré-candidata à Presidência Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (3) que o Brasil precisa de um olhar feminino — o que, segundo ela, não põe os homens em segundo plano. Dilma se reuniu com lideranças femininas de Uberaba, em Minas Gerais, depois de participar da abertura da ExpoZebu.
“É preciso um olhar feminino sobre o Brasil. Isso não excluiu nossos companheiros homens. Essa questão de gênero não pode excluir os homens”, discursou para uma plateia de dezenas de mulheres.

Ela ressaltou as qualidades das mulheres para enfrentar as adversidades da vida, chefiar os lares brasileiros e tomar decisões sensatas. Durante o evento, Dilma — que estava acompanhada da primeira-dama Marisa Letícia — recebeu presentes de artesãos locais.

“Acho que não só as mulheres estão preparadas pra governar o Brasil, mas o Brasil está preparado para ser governado pelas mulheres. Dizem que a mulher não tem aptidão para decidir — e isso é um equívoco”, declarou a pré-candidata. “Se a gente for olhar no cotidiano vamos ver que as mulheres são muito sensíveis. E essa qualidade da sensibilidade é indispensável para atuar no mundo e num país tão carente como o nosso.”

Segundo Dilma, entre as qualidades femininas, estão a sensatez e a força para suportar as adversidades. “As mulheres são sensatas e isso necessariamente, cá entre nós, é uma coisa muito importante na hora de decidir. Mas tem outra qualidade que é imprescindível: as mulheres são corajosas, resistem à dor, aguentam a adversidade. Elas levantam e dão a volta por cima. Essa é uma característica que eu acho essencial nas mulheres — saber enfrentar os problemas e não se abater diante deles”, elencou, sob aplausos.

Dilma salientou a importância das mulheres no empreendedorismo e lembrou que ainda há muita discriminação no país, principalmente nos casos de mulheres que exercem a mesma função que os homens e recebem um salário menor. Para ela, o governo Lula ao criar a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, conferiu ao sexo feminino o status de protagonista no país.

Fonte: Vermelho


voltar ao topo

2 comentários:

Lucas Galego disse...

Obrigado pela atenção! Seu blog vai sempre uma parada obrigatória para mim!

Abraço!

jader resende disse...

Caro Lucas.
Da uma zoiada em um blogue de Portugal muito bom e tem uma pitadinha de Brasil,
"Mundo nas minhas mãos" é só ir nos blogues que sigo e clicar em cima.
Voce vai gostar
Abraços