segunda-feira, 14 de junho de 2010

Instituições Culturais legado recall venezuelano Ernesto "Che" Guevara


O guerrilheiro heróico, Ernesto Che Guevara, será lembrado na Venezuela, com vários eventos comemorativos. (Foto: Arquivo)

Entre as atividades a serem realizadas em homenagem às lutas de Che Guevara na América Latina, é a apresentação de um documentário com passagens-chave da sua vida. Ernesto Che Guevara foi um dos líderes da Revolução Cubana no final dos anos 60 foi capturado e executado de forma clandestina pelo exército boliviano em colaboração com a Agência Central de Inteligência (CIA, por sua sigla em Inglês).
A Biblioteca Nacional da Venezuela e "José Martí" Casa Nuestra América vai se lembrar na segunda-feira, o legado do revolucionário argentino-cubano Ernesto líder "Che" Guevara, reuniu cerca de 82 º aniversário do seu nascimento.

Che Guevara, como é conhecido no mundo inteiro, através da sua ideologia transcendeu político, a luta armada, e sua participação fundamental na revolução cubana (1953-1958).

Ele nasceu em 14 de junho de 1928 na província argentina de Mendoza (centro-oeste), de modo a José Martí Casa Nuestra América vai se lembrar de seu aniversário com a exposição de uma exposição que reúne documentos e relíquias do revolucionário.

A abertura do evento terá início a partir da madrugada de segunda-feira, com as palavras do director executivo do centro cultural, Zaida Castro. Em seguida, será apresentado um documentário dedicado à figura de Che.

poetas cubanos e venezuelanos irão juntar-se a lembrar os versos conhecido como "médico ombro saco, autor de obras como La Guerra de Guerrilhas e Notas de Viagem.

escritores locais vão participar no encontro para prestar homenagem ao Che. Conhecido como poetas da rebelião, cantar o amor entre os países do Caribe.

A capital do Plaza La Candelaria é um dos cenários escolhidos para homenagear o comandante na segunda-feira.

A imagem de Che Guevara, ícone é sempre um jovem revolucionário, em várias partes do mundo.

voltar ao topo

2 comentários:

AF STURT disse...

Enquanto isso na Polonia as "democracias" facistas proibi uso de imagens de simbolos comunistas, entre eles, de CHE...

jader resende disse...

Samba de criolo doido, seja como for ele e Cuba representam para a América do sul uma política comprometida com o social.